ANA ROSA é um média metragem (segundo a ANCINE maior que 15 minutos ou inferior a 70 minutos) que conta a história de uma garota de 17 anos que após se casar com um fazendeiro mais velho da região, em 1886 tem seu destino trágico selado por uma morte brutal e passional, fazendo com que as pessoas começassem a depositar pedidos e graças em seu túmulo nos anos seguintes, a tornando uma Santa sem uma religião, tendo devotos de diversos credos, idade e classe social diferentes.

A HISTÓRIA

Através da ótica de um jornalista recém formado, que volta a Botucatu para cumprir o pedido da mãe, em seu leito de morte, de levar seu terço até o túmulo da Santa, acaba tendo contato com uma estranha garota que o guia na história de ANA ROSA.
De uma forma transformamos ANA ROSA em uma pequena milagreira já quando menina, que através de seu toque trazia paz e curava dores de cabeça das pessoas que viviam em seu vilarejo.
Em seu aniversário ela recebe um pequeno caderno que vai servir de diário, que é o quem conduz toda história, desde seu casamento com Chicuta até o fatídico dia de sua morte.
Todos os personagens recebem uma nova roupagem para serem muito mais humanos, partindo sempre de um ponto de vista mais humano, não caindo em clichês, e introduzindo novas figuras que auxiliam no desenvolvimento da história e explicam melhor como se desenvolve o ciúmes que culmina nesse crime passional.

CONFIRA O PREVIEW DA CENA INICIAL DE NOSSO FILME!
Os atores para o filme ainda não estão definidos, esta cena foi filmada em 2013 como parte do desafio de iniciar o filme Ana Rosa.


OS DESAFIOS DE FILMAR ANA ROSA

Filmar ANA ROSA trás o desafio de remontar vários cenários dos anos de 1886, bem como suas roupas e costumes.
Dentre os desafios de cenografia estão quatro principais : a vila onde ANA ROSA morava com os pais, a fazenda de Chicuta, a casa da tia, o bordel e o bar onde Chicuta conhece os criminosos.
Algumas locações envolvem apenas cenários naturais, muito mais fáceis de serem alocados.

Na área de vestuário temos o desafio de montar um guarda roupa com aproximadamente 40 peças de época, entre vestidos de ANA ROSA, roupas de Chicuta, escravos, cidadãos comuns, prostitutas, tropeiros, policiais, escravos e imigrantes.
Todas sem muito luxo, pois se tratam de roupas do cotidiano, mas que devem representar muito bem a época, contando aqui com adereços como botas, chapéus, esporas, chicotes, lenços e outros acessórios.

Outro desafio bem mais específico é o carro de boi de Chicuta, que é uma constante durante a história, aparecendo por muitas vezes.

Ainda na produção precisamos contar com transporte, alimentação, alojamento de equipe, atores e equipamentos para os locais de gravação, bem como a segurança de tudo isso.

DA EQUIPE TÉCNICA

O grupo técnico para as filmagens é bem enxuto, quando comparado a um filme normal de longa metragem. Todos em suas funções, e até mesmo repartindo algumas outras, mas com o mesmo olho crítico para a produção geral do filme.

Equipe técnica:

– Roteiro e Direção
– Câmera
– 1o Assistente de direção
– Continuidade
– Direção de produção
– Direção de elenco
– 1o assistente de produção
– Direção de fotografia e arte
– Figurino
– Cenografia e adereços
– Maquiagem
– Operador de áudio
– Trilha sonora
– Editor de áudio
– Editor / Finalizador de vídeo

Equipe técnica:

– Roteiro e Direção – Marcelo de Morais Teixeira
– Câmera
– 1o Assistente de direção
– Continuidade
– Direção de produção
– Direção de elenco
– 1o assistente de produção
– Direção de fotografia e arte
– Figurino
– Cenografia e adereços
– Maquiagem
– Operador de áudio
– Trilha sonora
– Editor de áudio
– Editor / Finalizador de vídeo – Marcelo de Morais Teixeira

DO ELENCO

Formado por atores locais com 21 papéis principais e outros tantos como extras, envolvendo desde amadores até profissionais consagrados de nossa região, bem como estudantes do curso de arte cênicas do SENAC e do grupo Notívagos Burlescos.

Papéis principais:

1 – Ana Rosa pequena por volta dos 10 anos
2 – Ana Rosa adolescente por volta dos 20 anos
3 – Chicuta
4 – Fortunata
5 – Costinha
6 – Hermenegildo
7 – Dono do bar
8 – Escravo velho que ajuda na fuga
9 – Escravo jovem (mulato)
10 – Pai de Ana Rosa
11 – Mãe de Ana Rosa
12 – Paulo o jornalista
13 – Policial 1
14 – Policial 2
15 – Prostituta 1
16 – Prostituta 2
17 – Prostituta 3
18 – Trabalhador da fazendo 1
19 – Trabalhador da fazendo 2
20 – Trabalhadora da fazenda 1
21 – Trabalhadora da fazenda 2

Figurantes para fazerem papéis diversos em várias cenas como a do bar, da briga em frente ao bordel entre outras.

Papéis principais:

1 – Ana Rosa pequena por volta dos 10 anos
2 – Ana Rosa adolescente por volta dos 20 anos
3 – Chicuta
4 – Fortunata
5 – Costinha
6 – Hermenegildo
7 – Dono do bar
8 – Escravo velho que ajuda na fuga
9 – Escravo jovem (mulato)
10 – Pai de Ana Rosa
11 – Mãe de Ana Rosa
12 – Paulo o jornalista
13 – Policial 1
14 – Policial 2
15 – Prostituta 1
16 – Prostituta 2
17 – Prostituta 3
18 – Trabalhador da fazendo 1
19 – Trabalhador da fazendo 2
20 – Trabalhadora da fazenda 1
21 – Trabalhadora da fazenda 2

Figurantes para fazerem papéis diversos em várias cenas como a do bar, da briga em frente ao bordel entre outras.

DO OBJETIVO

Ana Rosa é uma história que cobre muitas outras tantas de todo Brasil, trazendo uma mensagem que está ligada diretamente aos nossos dias sobre a violência contra a mulher e como isso não mudou muito desde o tempo de nossos antepassados.
O filme também serve para resgatar a história de uma personagem local e dar uma nova perspectiva sobre sua vida e as pessoas que a envolveram, com um ar mais humano a todos, mesmo que a história tenha culminado em um crime tão bárbaro.
Trazemos uma visão mais romântica sobre a personagem principal, mostrando que desde pequena ela já realizava pequenas curas, aproximando Ana Rosa de sua discutida santidade e poderes de cura.

Outro ponto é levar a cidade de Botucatu a outros patamares na criação e difusão do cinema nacional, mostrando que o interior pode ser tão produtivo quanto as capitais.


COMO REALIZAR UM TRABALHO TÃO GRANDE
ENVOLVENDO TANTAS PESSOAS E TANTOS DESAFIOS?

É aqui onde VOCÊ, a COMUNIDADE, LOJISTAS e todo tipo de INVESTIDOR entram!

Precisamos da ajuda de pessoas que tenham real interesse em ver este filme realizado para ajudar a financiar nosso projeto.

Estamos procurando apoio de EMPRESAS LOCAIS e do SETOR PÚBLICO para desenvolver este filme da melhor maneira possível, para que ele possa ser levado a FESTIVAIS Nacionais e Internacionais

Se você pessoa física ou jurídica tem interesse em ter sua marca ou nome vinculado a este projeto, escreva-nos uma mensagem e entraremos em contato com maiores informações sobre como contribuir para que este seja o filme que vai levar o nome de nossa cidade para todos os cantos do mundo, representando o que há de mais puro e forte do Interior Paulista.

Em breve teremos mais informações sobre tudo que se pode fazer para este projeto acontecer!

Estamos trabalhando para levantar todos os custos dessa grandiosa produção de época! AGUARDE!

Quero Ajudar Ana Rosa!

3 + 1 =

Deixe aqui seu recado, sua ideia e nos contate para saber como dar suporte a este projeto.

Nesta sessão você vai poder ver um pouco mais sobre o fenômeno ANA ROSA.

Fizemos um vídeo especial que mostra a visitação ao túmulo de ANA ROSA no Dia de Finados aqui em Botucatu, onde ela se encontra sepultada e em breve poderá conferir outros materiais sobre esta personagem tão popular em nossa região.